6 coisas que aprendi com as mulheres da minha família

Acordei pensando em como eu tenho orgulho das mulheres da minha família.

Eu venho de uma família de mulheres fortes, cada uma a seu modo, mas todas são muito fortes no sentido mais lindo que essa palavra pode ter.

Essa é a conclusão a qual cheguei hoje.

Nossa matriarca era uma ariana porreta que não obedecia a ninguém, e ai de quem teimasse com ela.

Ela era braba, mas tinha doçura na medida certa e um coração lindo.

Minha avó trabalhava fora há mais de 70 anos atrás e nunca teve medo de por a mão na massa.

Ela ficou viúva e morou sozinha um bom tempo numa casa grande com um quintal enorme em Minas Gerais onde ela tinha uma horta e plantava e colhia couve, batata doce, limão, mamão para fazer doce, babosa pra passar no cabelo… e as roseiras lindas dela.

Bom, na verdade ela não estava totalmente sozinha, ela tinha uma pastor alemão sempre com ela: o Barão.

Eu não lembro de ver minha avó com medo de nada nessa vida, nem mesmo de dormir sozinha nessa casa, mas com os anos avançando as filhas contrataram pessoas pra irem lá ajudar no que precisasse.

Mas como ajudar alguém que tinha aquela energia toda e rebelde que só? Pois é…

Quando penso na minha avó lembro dela toda arrumada indo para as consultas médicas sempre com o cabelo impecável, uma saia elegante, a blusa bem passada, a bolsa e uma sandalinha.

Eu fui adotada quando era muito novinha, mas ainda fico surpresa das semelhanças que encontro entre minha família do coração. E essas semelhanças tem se mostrado cada vez maiores o que me emociona muito.

Mistérios de Deus e da vida…

Fico feliz quando penso que eu tenho coisas da minha avó em mim,:
🌟A desobediência quando sei que estou certa
🌟O conforto na solitude que quase ninguém entende bem
🌟O amor pelos cachorros que sempre foram os meus melhores companheiros
🌟O jeito de prender o cabelo igualzinho
🌟Ah e nós detestamos shorts e calças!

Minha avó partiu aos 84 anos quando eu estava para completar meus 15… por volta de uns 18 anos atrás.

Com esperança e querendo nos deixar uma boa herança ela sempre fazia uma “fézinha no jogo de bicho” e dizia que um dia ganharia e iria nos deixar ricos.

Bom, esse tal dinheiro em apostas pra nos deixar ricos do jeito que ela gostaria ela nunca ganhou, mas ela nos deixou ricos sim.

Ela nos deixou a nossa família que é o bem mais precioso de todo esse universo.

Vó Bidinha, a senhora nos deixou todos ricos sim. Nós temos a melhor riqueza que a senhora poderia nos dar: nós temos uns aos outros.

Obrigada vó.

Obrigada a todas as mulheres da minha família.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s