As pessoas merecem saber que são importantes para nós

Essa semana passamos por uma data que para muitos é um dia bem triste: o dia de finados.

A saudade parece que vem como um golpe certeiro no nosso coração em várias datas durante o ano todo, mas essa parece que é ainda mais pesada.

As lembranças dos nossos entes queridos que já se foram dessa terra e a vontade de ter eles aqui com a gente algumas vezes é mais aguda do que em outros momentos.

Fiquei com vontade de escrever algo, mas não sabia exatamente como expressar o que eu estava querendo colocar nos meus escritos e hoje enfim ele tomou forma. obre o que eu poderia escrever.

Na minha visão espiritualista a morte não é o fim de tudo e eu prefiro acreditar que algum dia eu ainda irei reencontrar todos que se foram novamente.

Então ainda que nós não vejamos as pessoas elas continuam em nós todos os dias. E, para quem acredita, assim como eu, aqueles que já se foram se tornam verdadeiros anjos que nos auxiliam e nos dão força para seguir em frente.

Muitas vezes hoje, nós nos sentimos culpados pensando e julgando o jeito como nós fomos com as pessoas que partiram e ficamos nos martirizando repetindo dentro da nossa cabeça coisas do tipo:

Eu deveria ter feito isso.

Eu poderia ter feito mais.

Eu deveria ter falado aquilo.

Eu deveria ter sido mais presente.

Que a culpa não tenha mais espaço no nosso coração e aceitemos a nossa condição humana de sabermos que fizemos e fazemos sempre o melhor que podemos com a consciência que temos no momento em que as situações se apresentam para nós.

A culpa ou arrependimento não mudam o passado e só servem para vivemos nos maltratando por coisas que não temos como saber como seriam se tivéssemos agido diferente.

E por mais que o ego queira nos chicotear às vezes dizendo que nós deveríamos ser diferentes, que nós deveríamos ter sido melhores do que fomos, lá no fundo da nossa alma, nós sabemos que não.

O que me veio profundamente hoje foi a inspiração de que nós tenhamos a coragem de falar com as pessoas o quanto elas são especiais em nossas vidas, o quanto são queridas e amadas sempre que possível, sempre que o nosso coração pedir sem ter medo de parecermos “ridículos” ou “emocionais demais”.

Deixe que as pessoas saibam o quanto elas são importantes na sua vida.

Diga, demonstre, mas não na energia do medo da perda de que um dia elas vão partir, mas porque você merece demonstrar o que sente e porque as pessoas merecem saber que fazem a diferença e receber as coisas boas que temos para oferecer e o que é mais bonito para ofertar do que o amor?

Sejamos gratos a todos os que já se foram e continuam vivos em nossos corações e sejamos gratos pela vida de todos aqueles que ainda continuam aqui conosco nessa caminhada.

Que possamos seguir em frente com cada vez menos medo de demostrar o amor.


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s